BR102012029312A2 - Painel compósito incombustível, colorido e de elevado desempenho estrutural, à base de ligantes cimentícios e partículas de madeira - Google Patents

Painel compósito incombustível, colorido e de elevado desempenho estrutural, à base de ligantes cimentícios e partículas de madeira Download PDF

Info

Publication number
BR102012029312A2
BR102012029312A2 BRBR102012029312-9A BR102012029312A BR102012029312A2 BR 102012029312 A2 BR102012029312 A2 BR 102012029312A2 BR 102012029312 A BR102012029312 A BR 102012029312A BR 102012029312 A2 BR102012029312 A2 BR 102012029312A2
Authority
BR
Brazil
Prior art keywords
composite panel
panel
component
wood
wood particles
Prior art date
Application number
BRBR102012029312-9A
Other languages
English (en)
Inventor
Angela Maria Jesus De Sequeira Serra Nunes
Original Assignee
Secil Companhia Geral De Cal E Cimento S A
Priority date (The priority date is an assumption and is not a legal conclusion. Google has not performed a legal analysis and makes no representation as to the accuracy of the date listed.)
Filing date
Publication date
Priority to PT106007A priority Critical patent/PT106007A/pt
Application filed by Secil Companhia Geral De Cal E Cimento S A filed Critical Secil Companhia Geral De Cal E Cimento S A
Publication of BR102012029312A2 publication Critical patent/BR102012029312A2/pt

Links

Classifications

    • CCHEMISTRY; METALLURGY
    • C04CEMENTS; CONCRETE; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES
    • C04BLIME, MAGNESIA; SLAG; CEMENTS; COMPOSITIONS THEREOF, e.g. MORTARS, CONCRETE OR LIKE BUILDING MATERIALS; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES; TREATMENT OF NATURAL STONE
    • C04B28/00Compositions of mortars, concrete or artificial stone, containing inorganic binders or the reaction product of an inorganic and an organic binder, e.g. polycarboxylate cements
    • C04B28/02Compositions of mortars, concrete or artificial stone, containing inorganic binders or the reaction product of an inorganic and an organic binder, e.g. polycarboxylate cements containing hydraulic cements other than calcium sulfates
    • C04B28/04Portland cements
    • CCHEMISTRY; METALLURGY
    • C04CEMENTS; CONCRETE; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES
    • C04BLIME, MAGNESIA; SLAG; CEMENTS; COMPOSITIONS THEREOF, e.g. MORTARS, CONCRETE OR LIKE BUILDING MATERIALS; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES; TREATMENT OF NATURAL STONE
    • C04B28/00Compositions of mortars, concrete or artificial stone, containing inorganic binders or the reaction product of an inorganic and an organic binder, e.g. polycarboxylate cements
    • C04B28/14Compositions of mortars, concrete or artificial stone, containing inorganic binders or the reaction product of an inorganic and an organic binder, e.g. polycarboxylate cements containing calcium sulfate cements
    • CCHEMISTRY; METALLURGY
    • C04CEMENTS; CONCRETE; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES
    • C04BLIME, MAGNESIA; SLAG; CEMENTS; COMPOSITIONS THEREOF, e.g. MORTARS, CONCRETE OR LIKE BUILDING MATERIALS; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES; TREATMENT OF NATURAL STONE
    • C04B7/00Hydraulic cements
    • C04B7/02Portland cement
    • EFIXED CONSTRUCTIONS
    • E04BUILDING
    • E04CSTRUCTURAL ELEMENTS; BUILDING MATERIALS
    • E04C2/00Building elements of relatively thin form for the construction of parts of buildings, e.g. sheet materials, slabs, or panels
    • E04C2/02Building elements of relatively thin form for the construction of parts of buildings, e.g. sheet materials, slabs, or panels characterised by specified materials
    • E04C2/04Building elements of relatively thin form for the construction of parts of buildings, e.g. sheet materials, slabs, or panels characterised by specified materials of concrete or other stone-like material; of asbestos cement; of cement and other mineral fibres
    • E04C2/044Building elements of relatively thin form for the construction of parts of buildings, e.g. sheet materials, slabs, or panels characterised by specified materials of concrete or other stone-like material; of asbestos cement; of cement and other mineral fibres of concrete
    • CCHEMISTRY; METALLURGY
    • C04CEMENTS; CONCRETE; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES
    • C04BLIME, MAGNESIA; SLAG; CEMENTS; COMPOSITIONS THEREOF, e.g. MORTARS, CONCRETE OR LIKE BUILDING MATERIALS; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES; TREATMENT OF NATURAL STONE
    • C04B2111/00Mortars, concrete or artificial stone or mixtures to prepare them, characterised by specific function, property or use
    • C04B2111/20Resistance against chemical, physical or biological attack
    • C04B2111/28Fire resistance, i.e. materials resistant to accidental fires or high temperatures
    • CCHEMISTRY; METALLURGY
    • C04CEMENTS; CONCRETE; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES
    • C04BLIME, MAGNESIA; SLAG; CEMENTS; COMPOSITIONS THEREOF, e.g. MORTARS, CONCRETE OR LIKE BUILDING MATERIALS; ARTIFICIAL STONE; CERAMICS; REFRACTORIES; TREATMENT OF NATURAL STONE
    • C04B2201/00Mortars, concrete or artificial stone characterised by specific physical values
    • C04B2201/30Mortars, concrete or artificial stone characterised by specific physical values for heat transfer properties such as thermal insulation values, e.g. R-values
    • C04B2201/32Mortars, concrete or artificial stone characterised by specific physical values for heat transfer properties such as thermal insulation values, e.g. R-values for the thermal conductivity, e.g. K-factors
    • EFIXED CONSTRUCTIONS
    • E04BUILDING
    • E04BGENERAL BUILDING CONSTRUCTIONS; WALLS, e.g. PARTITIONS; ROOFS; FLOORS; CEILINGS; INSULATION OR OTHER PROTECTION OF BUILDINGS
    • E04B1/00Constructions in general; Structures which are not restricted either to walls, e.g. partitions, or floors or ceilings or roofs
    • E04B1/62Insulation or other protection; Elements or use of specified material therefor
    • E04B1/92Protection against other undesired influences or dangers
    • E04B1/94Protection against other undesired influences or dangers against fire
    • E04B1/941Building elements specially adapted therefor
    • E04B1/942Building elements specially adapted therefor slab-shaped
    • Y02W30/97
    • YGENERAL TAGGING OF NEW TECHNOLOGICAL DEVELOPMENTS; GENERAL TAGGING OF CROSS-SECTIONAL TECHNOLOGIES SPANNING OVER SEVERAL SECTIONS OF THE IPC; TECHNICAL SUBJECTS COVERED BY FORMER USPC CROSS-REFERENCE ART COLLECTIONS [XRACs] AND DIGESTS
    • Y10TECHNICAL SUBJECTS COVERED BY FORMER USPC
    • Y10TTECHNICAL SUBJECTS COVERED BY FORMER US CLASSIFICATION
    • Y10T428/00Stock material or miscellaneous articles
    • Y10T428/249921Web or sheet containing structurally defined element or component
    • Y10T428/249924Noninterengaged fiber-containing paper-free web or sheet which is not of specified porosity
    • Y10T428/249932Fiber embedded in a layer derived from a water-settable material [e.g., cement, gypsum, etc.]

Abstract

Painel compósito incombustível, colorido e de elevado desempenho estrutural, à base de ligantes cimentícios e partículas de madeira. A presente invenção refere-se a um painel compósito de madeira e ligantes cimentícios, de superfícies planas, com várias colocações possíveis. Este painel é constituído por 35 a 85% cimento portland cinzento ou braco; 10 a 30% de partículas de madeira resinosa descascada; 5 a 20% de sulfato de cálcio hemi-hidratado; 0 a 10% de um acelerador de superfície;0 a 10% de solução de sulfato de alumínio; 0 a 30% de carbono de cálcio; e 0 a 15% de pigmentos. A invenção utiliza o processo de preparação para o painel viroc existente, ajustado ao novo material. Este painel para além de ser muito resistente, com elevadas prestações ao nível da resistência ao impacto, à umidade, às variações térmicas, ao ruído e aos fungos e outros microorganismos, cumpre com todos os requesitos da norma de produto associada.

Description

Relatório Descritivo da Patente de Invenção para "PAINEL COMPÓSITO INCOMBUSTÍVEL, COLORIDO E DE ELEVADO DESEMPENHO ESTRUTURAL, À BASE DE LIGANTES CIMENTÍCIOS E PARTÍCULAS DE MADEIRA".
CAMPO DA INVENÇÃO A presente invenção refere-se a um novo tipo de painel de madeira cimento incombustível, permitindo a sua utilização uma maior segurança das construções para a ação do fogo, garantindo-se as restantes propriedades de elevada durabilidade, resistência mecânica, comportamento acústico e interesse estético, habituais para este material.
Permite uma enorme diversidade de aplicações desde pavimen-tos, tectos, coberturas, revestimento e isolamento de fachadas, de entre outros.
ANTECEDENTES DA INVENÇÃO
Os painéis ou revestimentos de madeira maciça ou derivados da madeira, embora apresentem elevada resistência à flexão, como são o caso do contraplacado, os painéis de fibras de média densidade (MDF) ou os painéis de partículas (OSB), apresentam um fraco desempenho à durabilidade à água, estabilidade dimensional, elevada susceptibilidade ao ataque de fungos, insectos e microrganismos, e, sobretudo, um fraco desempenho ao nível da reacção ao fogo (classificação na maioria dos casos de equivalente à euroclasse D).
Os actuais painéis de madeira-cimento designados comercialmente por VIROC apresentam vantagens relativamente aos anteriormente mencionados, pois o desempenho mecânico e a durabilidade já estavam assegurados pela presença do cimento portland na composição. Porém a sua classificação no respeitante á acção do fogo não permite atingir o grau de incombustibilidade, sendo no máximo classificados com classe B.
Por outro lado na patente US 6.221.521 B1 é descrito um processo onde é utilizado gesso na forma de hemi-hidrato ou anidro e reforçado com fibras orgânicas, com aditivos como sulfato de potássio, para formar painéis multicamada e cujo painel é classificado como incombustível segun- do a ASTM E 136. A patente US 5.320.677 descreve um outro processo onde uma mistura de gesso fluidizado com fibras de celulose é aquecida sob pressão, passando posteriormente por arrefecimento por forma a produzir um painel com a conformação desejada, embora com referencia á calcinação do gesso. A patente US 5.342.566 está em linha com as anteriores, contudo contempla a utilização de fileres leves, como perlite, em mistura com gesso e fibras de celulose, para a produção de painéis multicamada. A patente US 5.135.805 aborda a possibilidade de se utilizarem fibras de diferentes origens, de vidro ou outro mineral e/ou polipropileno em percentagens entre 10 e 20%.
Todos estes painéis são considerados incombustíveis segundo a ASTM E 136, mas a sua fórmula não contém cimento e devido a esse fato é-Ihe limitado o campo de aplicação, em especial, às solicitações de natureza estrutural e á exposição ambiental exterior. DESCRIÇÃO PORMENORIZADA DA INVENÇÃO Problema técnico e solução encontrada A principal vantagem desta invenção baseia-se no fato de ser um painel incombustível, sem liberar gotas incandescentes e com uma produção limitada de fumo, contribuindo, portanto, para minimizar o risco de deflagração e propagação do fogo nas construções, contribuindo para a segurança de pessoas e bens em caso de incêndio. Em simultâneo, apresenta um bom desempenho ao nível do seu comportamento térmico e acústico, resistente ao impacto, tração e flexão, resistente à umidade, estável do ponto de vista dimensional, resistente a fungos, insetos e microrganismos, economicamente competitivo e muito fácil de aplicar. Face a estas características pode ser utilizado em uma vasta diversidade de áreas, inclusive com funções estruturais, arquitetônicas em ambientes interiores e exteriores. A sua composição tem em vista a minimização da incorporação de matéria orgânica na forma de aparas de madeira, de forma a não comprometer as resistências mecânicas do painel (em especial, resistência à flexão), e a combinação do sulfato de cálcio na forma de hemidrato com ci- mento, em proporções devidamente estudadas de forma a controlar as eventuais reações expansivas que se poderíam gerar, possibilitam um comportamento ao fogo muito bom tornando o material incombustível. Este novo benefício alarga muito o campo de utilização do produto e melhora, significativamente, o comportamento das construções à ação do fogo.
Obiecto da Invenção Sendo assim, constitui o objecto da invenção um painel compó-èito incombustível e de elevado desempenho à base de cimento portland, gesso e partículas de madeira, que compreende, em percentagem em peso dos componentes relativamente ao peso total da composição: 1) 35 a 85% cimento Portland cinzento ou branco; 2) 10 a 30% de partículas de madeira resinosa descascada; 3) 5 a 20% de sulfato de cálcio hemi-hidratado; 4) 0 a 10% de um acelerador de superfície; 5) 0 a 10% de solução de sulfato de alumínio; 6) 0 a 30% de carbonato de cálcio; e 7) 0 a 15% de pigmentos. A madeira resinosa utilizada para obter o componente 2) é normalmente pinho.
De preferência, as partículas de madeira aí utilizadas apresentam-se na forma de aparas.
Geralmente, as referidas aparas tê espessuras entre 0,25 e 0,32 mm.
Nos modelos de realização preferidos, 50 a 70% das referidas aparas, de preferência cerca de 2/3 têm comprimento<1 mm e 26 a 40%, de preferência cerca de 1/3 tem comprimento entre 1 e 4 mm.
Habitualmente, percentagem de componente 3) é de cerca de 11%.
Preferencialmente, o acelerador de superfície utilizado como componente 4) é uma solução de silicato de sódio com uma densidade entre 1,10 e 1,15 g/cm3, em que o silicato de sódio tem um razão de SiCVNaaO entre 3,19 e 3,53. O sulfato de alumínio utilizado como componente 5) tem normalmente uma densidade entre 1,05 e 1,10 g/cm3. O carbonato de cálcio utilizado como componente 6) é normalmente enchimento de calcário, proveniente da moagem fina de calcários.
Os pigmentos utilizados com componente 7) são usualmente pigmentos de óxidos metálicos. O painel compósito de acordo da invenção é da classe A segundo ASTM E 136 e classe A2 segundo EN 13501-1 e DIN 4102, tem bom desempenho ao nível das resistências mecânicas, possuindo, no caso geral, uma resistência à tração por flexão>9 N/mm2 e uma resistência à tração perpendicular ao plano>0,5 N/mm2, um módulo de elasticidade>4000 N/mm2 e uma condutividade térmica < 0,23 W/m2.K.
Parte Experimental Esta fórmula tem em vista a minimização da incorporação das aparas de madeira e a introdução de uma mistura de ligantes com a incorporação de cimento portland e sulfato de cálcio hemi-hidratado, de forma a garantir a resistência mínima característica à flexão, superior a 9 N/mm2.
Os cimentos utilizados são cimentos Portland cinzentos ou brancos, consoante a tonalidade pretendida para o painel e em conformidade EN 197-1, apresentando um desenvolvimento rápido de resistências (designação "R" da respectiva norma). A utilização de gesso, sob a forma de sulfato de cálcio hemi-hidratado, em percentagens controladas permitirá não só acelerar o processo de liga da mistura, como melhorar o comportamento térmico e a resistência ao fogo do painel.
As aparas de madeira utilizadas, podendo ser provenientes de pinho ou outra resinosa, são destroçadas e afinadas para as seguintes dimensões: Quadro 1 - Características das aparas de madeira A utilização de sulfato do tipo alumínio Al2(S04)3.nH20 em solução com densidade de entre 1,05 e 1,10 g/cm3 (1,07) permite a desfribilha-ção das aparas mais grossas, sendo que a utilização de silicato de sódio Na20.nSi02 com rácio Si02/Na20 = entre 3,19 e 3,53 em uma solução com densidade entre 1,10 e 1,15 g/cm3, ajudará por um lado no aceleramento de presa da mistura como na mineralização das aparas de madeira. A água a utilizar deverá ser limpa (incolor e sem cheiro), de preferência potável, e isenta de óleos ou outras impurezas que possam contaminar a cor do betão, obedecendo ao estipulado na EN 1008.
Os pigmentos adequados à fabricação da mistura deverão ser inorgânicos e a cor pretendida. A fabricação da placa segue o processo industrial do painel Vi-roc já referido, em instalação adequada para o efeito. Compreendendo uma fase de tratamento da madeira, com descasque, corte e fibrilação às dimensões referidas, seguindo-se um processo de mistura dos constituintes de pelo menos 90s em misturador industrial, após o que passa a conformação da placa em equipamento de conformação, seguindo-se a prensagem para estabilização dimensional. Segue-se a cura em estufa de endurecimento, maturação ao ar e finalmente a secagem em túnel de secagem. Após esta fase a placa é cortada, retificada e embalada.
Exemplos Dados em seguida alguns dos exemplos possíveis de preparação dos painéis. Estes exemplos destinam-se a ilustrar a invenção, mas não pretendem ser, de modo nenhum, limitativos do âmbito da mesma.
Exemplo 1 Foram preparados painéis com os seguintes componentes e nas percentagens em peso seco de material indicadas: Etapa Componente % em peso 1 Aparas de madeira de Pinho (2/3<1 mm e 1/3 15,4 [1;4] mm) 2 Solução de sulfato de alumínio de densidade 1,07 4,1 g/cm3 Etapa Componente % em peso 3 Solução de silicato de sódio de densidade 1,13 6,3 g/cnrr 4 Cimento cinzento CEM ll/A-L 42,5R 62,8 5 Gesso 11,5 Etapas de fabricação: Os toros de madeira são reduzidos em aparas. As aparas são a-fjnadas e repartidas em grossas entre 1 e 4 mm e finas, abaixo dos 1 mm. As aparas entram no misturador onde após 30 s entra metade da água necessária ao processo (variável de acordo com o equipamento utilizado) e após outros 30 s, a metade restante de água. Passados mais 30 s entra a solução de sulfato de alumínio e após 60 s, entra a solução de silicato de sódio. O cimento e o gesso são pré-misturados durante 60 s, sendo então adicionados na misturadora principal com os constituintes restantes. A mistura entra na fase de conformação onde é distribuída com uma espessura uniforme sobre chapas de aço, formando um colchão. É formada uma pilha de chapas e colchões alternados com um número de andares em função da espessura das placas a fabricar. A pilha é prensada e introduzida em uma estufa de endurecimento, onde sob o efeito da pressão, temperatura e umidade e tempo de permanência, irão adquirir a resistência necessária de forma a serem manipuladas. O conjunto das placas é desprensado a as placas são separadas das chapas. Os painéis sofrem uma operação de pré-corte e são empilhadas e deixadas em maturação em parque coberto. Após a maturação, as placas são introduzidas no túnel de secagem a fim de retirar a umidade em excesso.
Na fase final, as placas são cortadas à dimensão pretendida e tratadas superficialmente.
Exemplo 2 Seguindo o mesmo procedimento descrito no Exemplo 1, exceto no que respeita ao carbonato de cálcio, que é processado juntamente com o cimento e o gesso, foram preparados painéis com os seguintes componen- tes e nas percentagens em peso indicadas: Etapa Componente % em peso 1 Aparas de madeira de Pinho (2/3<1 mm e 1/3 [1;4] 16,1 mm) 2 Solução de sulfato de alumínio de densidade 1,07 4,3 g/cnr 3 Solução de silicato de sódio de densidade 1,13 5,8 g/crrr 4 Cimento cinzento CEM I42.5R 47,4 5 Gesso 16,1 6 Carbonato de cálcio 10,3 Utilização do produto da invenção As aplicações mais comuns para este painel são: Fachadas: A utilização deste tipo de painéis em fachadas, garante diversas vantagens pelo fato de ser um material de construção que pode ser utilizado tanto em exteriores, com bom comportamento à exposição solar, aos ciclos úmidos e secos das águas da chuva, aos ciclos de gelo e degelo, pela sua resistência sonora e mecânica e pela inerente facilidade de aplicação e tra-baíhabilidade, podendo ser aplicado tal e qual, ou ser adotado um acabamento por pintura ou revestimento com materiais cerâmicos.
Paredes: Outra das aplicações poderá ser na construção de paredes divisórias ou estruturais em interiores ou exteriores.
As características de resistência mecânica, térmica, de resistência à ação do fogo, quando aplicado com um sistema de suporte e fixação poderão constituir uma boa solução.
De fato a resistência mecânica, durabilidade e facilidade de manutenção poderão tornar os painéis em uma excelente solução para o revestimento de interiores em edifícios de grande afluência de pessoas (edifícios públicos). Por outro lado, os recintos úmidos interiores podem também ser áreas indicadas para a utilização deste tipo de painel, devido ao seu bom comportamento com a umidade, como são o caso de balneários e instalações sanitárias em geral.
Pavimentos: As excelentes características de resistência mecânica, a sons aéreos e de percussão, resistência térmica, à ação do fogo, à ação dos fungos, térmicas e outros microrganismos, permitem, quando aplicado em um sistema adequado de suporte, responder aos requisitos específicos da construção de pavimentos.
Tetos: Uma outra possibilidade é a utilização destes painéis como tetos falsos, podendo ser obtidos excelentes resultados ao nível estético e de durabilidade.
Coberturas: Sendo um material que não se degrada quando exposto em exteriores, poderá ser utilizado como revestimento final de acabamento, requerendo naturalmente que haja um sistema de impermeabilização de forma a garantir a estanqueidade.
Cofraaem perdida: As suas características de rigidez, resistência e durabilidade permitirão utilizar este painel no domínio das cofragens perdidas.
Quttas-aplicacões: • Decoração de interiores • Barreiras sonoras • Mobiliário urbano e de interiores • Paletes Características do produto da invenção As principais características do produto da invenção constam no tabela seguinte: Tabela 2 - Características dos painéis

Claims (11)

1. Painel compósito incombustível e de elevado desempenho à base de cimento Portland, gesso e partículas de madeira, caracterizado por compreender, em percentagem em peso dos componentes relativamente ao peso seco da composição: 1) 35 a 85% cimento Portland cinzento ou branco; 2) 10 a 30% de partículas de madeira resinosa descascada; 3) 5 a 20% de sulfato de cálcio hemi-hidratado; 4) 0 a 10% de um acelerador de superfície; 5) 0 a 10% de solução de sulfato de alumínio; 6) 0 a 30% de carbonato de cálcio; e 7) 0 a 15% de pigmentos.
2. Painel compósito de acordo com a reivindicação 1, caracterizado por a madeira resinosa utilizada para obter o componente 2) ser pinho.
3. Painel compósito de acordo com a reivindicação 1 ou 2, caracterizado por as partículas de madeira utilizadas como componente 2) se apresentarem a forma de aparas.
4. Painel compósito de acordo com a reivindicação 3, caracterizado por as referidas aparas terem espessuras entre 0,25 e 0,32 mm.
5. Painel compósito de acordo com a reivindicação 3 ou 4, caracterizado por 50 a 70% das referidas aparas terem comprimento<1 mm e 26 a 40% terem comprimento entre 1 e 4 mm.
6. Painel compósito de acordo com qualquer uma das reivindicações 1 a 5, caracterizado por o acelerador de superfície utilizado como componente 4) ser solução de silicato de sódio com uma densidade entre 1,10 e 1,15 g/cm3.
7. Painel compósito de acordo com a reivindicação 6, caracterizado por o silicato de sódio ter um rácio Si02/Na20 entre 3,19 e 3,53.
8. Painel compósito de acordo com qualquer uma das reivindicações 1 a 7, caracterizado por o sulfato de alumínio utilizado como componente 5) ter uma densidade entre 1,05 e 1,10 g/cm3.
9. Painel compósito de acordo com qualquer uma das reivindica- ções 1 a 7, caracterizado por os pigmentos utilizados com componente 7) serem pigmentos de óxidos metálicos.
10. Painel compósito de acordo com qualquer uma das reivindicações 1 a 8, caracterizado por possuir resistência à tração por flexão>9 N/mm2, resistência à tração perpendicular ao plano>0,5 N/mm2 e módulo de elasticidade>4000 N/mm2.
11. Painel compósito de acordo com qualquer uma das reivindi-•cações 1 a 9, caracterizado por possuir condutividade térmica <0,23 W/m .K.
BRBR102012029312-9A 2011-11-16 2012-11-16 Painel compósito incombustível, colorido e de elevado desempenho estrutural, à base de ligantes cimentícios e partículas de madeira BR102012029312A2 (pt)

Priority Applications (1)

Application Number Priority Date Filing Date Title
PT106007A PT106007A (pt) 2011-11-16 2011-11-16 Painel compósito incombustível, à base de cimento portland, gesso e partículas de madeira

Publications (1)

Publication Number Publication Date
BR102012029312A2 true BR102012029312A2 (pt) 2015-04-07

Family

ID=48523080

Family Applications (1)

Application Number Title Priority Date Filing Date
BRBR102012029312-9A BR102012029312A2 (pt) 2011-11-16 2012-11-16 Painel compósito incombustível, colorido e de elevado desempenho estrutural, à base de ligantes cimentícios e partículas de madeira

Country Status (3)

Country Link
US (2) US20130139731A1 (pt)
BR (1) BR102012029312A2 (pt)
PT (1) PT106007A (pt)

Families Citing this family (2)

* Cited by examiner, † Cited by third party
Publication number Priority date Publication date Assignee Title
US20150125683A1 (en) * 2013-11-05 2015-05-07 United States Gypsum Company Gypsum products comprising silica gel
US10225983B2 (en) 2017-03-27 2019-03-12 Cnh Industrial America Llc Remote hydraulic positioning of an implement stabilizer wheel

Family Cites Families (8)

* Cited by examiner, † Cited by third party
Publication number Priority date Publication date Assignee Title
US3827895A (en) * 1972-03-27 1974-08-06 W Copeland Mod-wall concrete
JP3376429B2 (ja) 1988-11-18 2003-02-10 ユナイテツド ステイツ ジプサム カンパニー 複合ボードの製造法
US5135805A (en) 1990-07-27 1992-08-04 Georgia-Pacific Corporation Method of manufacturing a water-resistant gypsum composition
US5342566A (en) 1990-08-23 1994-08-30 Carl Schenck Ag Method of manufacturing fiber gypsum board
US6221521B1 (en) 1998-02-03 2001-04-24 United States Gypsum Co. Non-combustible gypsum/fiber board
JP2001089206A (ja) * 1999-09-21 2001-04-03 Sekisui Chem Co Ltd 低吸水性木片セメント板
US8070878B2 (en) * 2007-07-05 2011-12-06 United States Gypsum Company Lightweight cementitious compositions and building products and methods for making same
US8070876B1 (en) * 2011-05-05 2011-12-06 Haihong Jiang Fireproof insulating cementitious foam comprising phase change materials

Also Published As

Publication number Publication date
US20140047997A1 (en) 2014-02-20
US8852338B2 (en) 2014-10-07
PT106007A (pt) 2014-09-12
US20130139731A1 (en) 2013-06-06

Similar Documents

Publication Publication Date Title
KR100668469B1 (ko) 광물화식물섬유의 표면피막층 형성 방법 및 그에따른건축자재
RU2268148C2 (ru) Конструкционные панели обшивки
EP1809830B1 (en) New gypsum board and systems comprising it
CN101090815B (zh) 轻量、纤维强化的水泥板
CN102444253A (zh) 建筑装饰用装饰板
JP2009132078A (ja) 不燃ボードとその製造方法
US8852338B2 (en) Cementitious binders and wood particles-based incombustible coloured composite panel with structural high performance
KR20050079438A (ko) 방화문(벽)용 불연성 조성물, 이를 이용한 불연성방화문(벽) 및 이의 제조방법
JP3051305B2 (ja) 硬質石膏板及びその流し込み成形法
EP2594542A1 (en) Cementitious binders and wood particles-based incombustible coloured composite panel with structural high performance
CN102476941A (zh) 一种水泥秸秆复合板
KR100874883B1 (ko) 난연성 바닥 마감재 조성물
KR200399772Y1 (ko) 건축용 시멘트 패널
AT510031B1 (de) Bauplatte
PT106403A (pt) Painel à base de cimento portland, partículas de madeira, agregados leves, reforçado com fibras de álcool polivinílico
WO2010050832A1 (en) Universal two-component mortar
EP2679561A2 (en) Portland cement, wood particles and light weight aggregates-based composite panel, reinforced with polyvinyl alcohol fibers
JP2019056303A (ja) 木造建築物の耐火外壁構造
JP2001140454A (ja) 建物の床構造及びその床下地材
JP2001048630A (ja) 無機質耐力面材およびその製造方法
KR20050081807A (ko) 방화문(벽)용 불연성 조성물, 이를 이용한 불연성방화문(벽) 및 이의 제조방법
Sahin et al. Mineral-Bonded Wood Composites: An Alternative Building Materials
KR101394658B1 (ko) 불연성 목모 건축 판넬 및 이의 제조방법
JP2001132212A (ja) フリーアクセスフロア及びその下地材
FI20195673A1 (fi) Paloa kestävä rakenne ja menetelmä sen valmistamiseksi sekä paloa kestävän rakenteen käsittävä rakennuselementti

Legal Events

Date Code Title Description
B03A Publication of an application: publication of a patent application or of a certificate of addition of invention
B08F Application fees: dismissal - article 86 of industrial property law

Free format text: REFERENTE A 3A ANUIDADE.

B08K Lapse as no evidence of payment of the annual fee has been furnished to inpi (acc. art. 87)

Free format text: EM VIRTUDE DO ARQUIVAMENTO PUBLICADO NA RPI 2343 DE 01-12-2015 E CONSIDERANDO AUSENCIA DE MANIFESTACAO DENTRO DOS PRAZOS LEGAIS, INFORMO QUE CABE SER MANTIDO O ARQUIVAMENTO DO PEDIDO DE PATENTE, CONFORME O DISPOSTO NO ARTIGO 12, DA RESOLUCAO 113/2013.